Responsabilidade Ambiental


A   F A Oliva prova que é possível realizar empreendimentos respeitando a natureza.

F A Oliva

Portfólio

Redes Sociais

Responsabilidade Ambiental

ilustração Responsabilidade Ambiental
Introdução

A   F A Oliva realiza seus empreendimentos respeitando o meio ambiente. Nos links abaixo, você conhecerá alguns exemplos bem representativos da forma de atuar da incorporadora.

Expandir
Preservação do verde

Todo ambiente fica mais bonito e agradável se é arborizado. Por que você acha que o nome de vários bairros começa com Jardim? Em vez de desmatarem, os empreendimentos imobiliários podem ser uma alternativa para fazer exatamente o contrário: preservar e até enriquecer a área verde de um local.

Para isso, o empreendedor tem vários caminhos. No caso de loteamentos e de condomínios de casas, pode investir no tratamento de praças e na arborização das ruas. Em projetos de prédios, pode criar um paisagismo com jardins e até mesmo pomares.

Expandir
Loteamentos e o meio ambiente

Todos os loteamentos realizados pela F A Oliva contaram com projetos de paisagismo que ainda hoje valorizam esses ambientes. São bairros muito bonitos e com padrão considerado elevado, como o Jardim Ana Maria e a Vila Bela.

Além disso, os loteamentos devidamente regularizados junto aos órgãos públicos, como os da F A Oliva, possuem uma infraestrutura completa de esgoto e condução das águas de chuvas, o que evita problemas como poluição de rios e erosão do solo.

foto Quinta do Pinhal
Quinta do Pinhal
Só no Residencial Quinta do Pinhal em Cabreúva, a F A Oliva chegou a plantar 27 mil árvores. Uma área de mais de 108 mil metros quadrados foi reflorestada, o que equivale a 12 campos de futebol!
foto Malota
Malota
A F A Oliva teve um cuidado especial em reflorestar parte da Malota, um loteamento realizado em uma área muito próxima à Serra do Japi, mas que estava quase que completamente desmatada. Várias áreas foram recuperadas pela empresa, sempre utilizando espécies nativas da região. Um desses espaços foi uma encosta localizada próxima ao lago do bairro. Em um trabalho comandado pelo agrônomo Antônio Araújo Vieira, toda a área foi recuperada.

Além disso, o paisagismo do loteamento contou com um projeto muito especial. As ruas do bairro receberam nomes de árvores, como mangueira, figueira e quaresmeira. Cada via recebeu vários exemplares das espécies que a batizava,e muitas dessas plantas continuam lá até hoje. A ação dos moradores, que também plantaram suas árvores, contribuiu ainda mais com a arborização do bairro.

ícone Vila Bela
Vila Bela
Na hora de realizar as obras desse loteamento, uma linda árvore estava bem no meio do lugar em que deveria passar uma rua. A solução, você imagina, foi derrubar a árvore, certo? Errado. A rua foi desviada alguns metros só para preservar aquela obra-prima da natureza!
Expandir
Diminuir a quantidade de entulho

Uma obra mal executada gera muito entulho. Mas uma construtora inteligente reduz a quantidade de resíduos que é enviada para os aterros. E há várias formas de fazer isso, como adotar métodos construtivos com menos desperdício e reaproveitar tudo o que for possível.

Na maioria de suas obras, a F A Oliva trabalha com o sistema construtivo de alvenaria estrutural, que reduz a quantidade de entulho produzido.

Além disso, há no canteiro de obras a separação de tudo o que pode ser reciclado: madeira, ferro, papelão... Esse material é encaminhado para empresas que fazem o processamento necessário para a reciclagem. De 2008 até 2011, cerca de 105 toneladas de resíduos já foram reaproveitadas.

Expandir
Madeira certificada e economia de energia
ícone FSC
Madeira reaproveitada
Toda a madeira utilizada em estruturas e acabamentos é certificada pelo Conselho de Manejo Florestal (FSC). Isso significa que as árvores foram extraídas de florestas plantadas para atender à produção de madeira, e que o corte não desmata nenhuma área natural. Além disso, todo o processo de extração respeita as legislações existentes, em âmbito fiscal, trabalhista e de transporte.
ícone Lâmpadas
Economia de energia
Nos pontos de iluminação dos prédios, são utilizadas lâmpadas econômicas, que reduzem o consumo de energia elétrica. Os sensores de presença, que acendem as luzes caso alguém esteja em um determinado ambiente, também são usados tanto durante a construção quanto na época em que os moradores já estão ocupando o imóvel.
ícone Topo
logotipo Flick
logotipo Facebook
logotipo You Tube
logotipo Google